Diretor do Atlético avalia duelo contra o Emelec: ‘Adversário tradicional’ – Superesportes

Diretor do Atlético avalia duelo contra o Emelec: ‘Adversário tradicional’ – Superesportes

junho 25, 2022 Off Por admin
foto: Pedro Souza/Atlético

Rodrigo Caetano exaltou o fato de não ter que enfrentar altitude contra o Emelec

O sorteio da Conmebol colocou, frente a frente, Atlético e Emelec, do Equador, nas oitavas de final da Copa Libertadores. O Galo se classificou em primeiro do Grupo D, enquanto o time equatoriano foi o segundo da chave A. O diretor de futebol do Alvinegro, Rodrigo Caetano, pregou respeito ao adversário, mas ressaltou o fato de não ter que encarar um confronto na altitude, como foi diante do Independiente del Valle recentemente.

“Fundamental, de tudo isso, pelo menos nas oitavas, é o fato decidir em frente ao nosso torcedor. Jamais podemos encarar o confronto achando que vamos ter alguma facilidade além de decidir em casa. É um adversário tradicional, acostumado às competições sul-americanas. A vantagem é que não tem a questão da altitude. Vamos tentar recuperar todos do elenco, para que, nesse confronto, estejamos mais fortes ainda”, disse o dirigente.

Caso se classifique contra o Emelec, o Atlético pode reencontrar o Palmeiras, algoz na semifinal do ano passado. O time alviverde está no mesmo chaveamento do Galo e terá pela frente o Cerro Porteño, do Paraguai, nas oitavas. 
Mas, um futuro adversário não é assunto no Atlético. Rodrigo Caetano diz que o Galo tem que pensar apenas no confronto contra o Emelec e deixar para pensar num possível rival apenas se confirmar a classificação.
“Em relação ao caminho depois, penso que, em jogos de mata-mata, copas, tem sempre que pensar na fase que vai disputar. Não adianta fazermos muitas projeções não, porque muita das vezes você acaba ficando pelo caminho. Aqui não vai faltar atenção no confronto contra o Emelec”, concluiu.
O adversário agradou a Rodrigo Caetano. Pelo menos em relação à declaração dada no podcast Superesportes Entrevista, nessa quinta-feira. O dirigente afirmou que não gostaria de enfrentar nenhum clube brasileiro nas oitavas de final. O Galo “escapou” de Athletico-PR, Corinthians e Fortaleza.
“Não gostaria de pegar nenhum brasileiro. Mantenho o que disse lá quando saiu o América. Essa história de viagem… prefiro jogar contra o Always Ready lá em cima, onde for, do que jogar contra clubes brasileiros. Não importa, os jogos entre clubes do mesmo país se equivalem.. O Vélez Sarsfield foi fazer o jogo da classificação contra o Estudiantes, que era o melhor da chave, e meteu uma goleada. Todos se conhecem. Se eu pudesse evitar, evitaria brasileiros sempre”, disse.

Fonte: www.mg.superesportes.com.br/app/noticias/futebol/atletico-mg/2022/05/27/noticia_atletico_mg,3970660/diretor-do-atletico-avalia-duelo-contra-o-emelec-adversario-tradicional.shtml